25 de abril de 2011

Morumbi, dia 27 de Abril de 2010. Noite de matar a saudade da nossa casa

Vencemos a primeira batalha e avançamos nas terras adversárias. Morumbi, dia 27 de Abril de 2010. Noite de matar a saudade da nossa casa!

Agora, a batalha será no NOSSO TERRITÓRIO!

Dia 27 de Abril de 2011 vai ser o dia em que vamos matar a saudade de ver nossa casa, ou melhor... a nossa sacrossanta casa novamente aberta para sua principal função que é contemplar nosso time à nossa nação.

Que saudade de gritar, ficar rouco naquele lugar... E tomara que de casa cheia para te ver e para sentir a pressão e a jogar no campo para ter o que mais queremos, a vitória.



Agora é a hora... Dia 27 é o dia em que mais uma vez temos que suar o sangue se quisermos ir em frente. Teremos a vontade de encarar a distancia, o transito as filas e depois a volta... tudo para que? Para ver o soberano em campo!

Na próxima quarta feira a gana tem que estar nos olhos, no suor do aquecimento até o último pingo antes de acabar o jogo. Isso vai explodir quando entrarem em campo e aquele espírito, o nosso espírito estará lá o mais conhecido o mais declarado... ta na cara e no coração de cada tricolor o espírito libertador que ganhou a AMÉRICA e o MUNDO por três vezes.

Vai São Paulo! vai e mostra para aquela cambada que quer construir o galinhão que a cidade tem dono e aqui não se comemora invasão, mostra para turma do Teixeira e do seu 2º ministro da boca que nesse país tem clube e não quadrilha, que o sangue que corre na tua veia pulsa forte e que quem quer mesmo faz acontecer e não espera pela vontade dos outros.

Nós fomos lá no Serra Dourada e vencemos! poderia ter sido por mais? com certeza... mas não tomamos nenhum! nosso suor teve valor e o jogo de estreia do Fabuloso diante da nação mesmo que adiado está perto e eu tenho certeza que o capitão e nosso zagueiro Monstro sangue no olho vão dar o seu espetáculo assim como a torcida dará o seu e tanto o time como nós estaremos sorrindo no apito final. Vai São Paulo! você não estará sozinho, você nunca caminhará sozinho...

Postar um comentário